<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=238571769679765&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Falar com um consultor

    Categorias

    A privacidade de dados está entre as principais preocupações das empresas modernas e a proteção de informações sensíveis se tornou um ponto crítico para aquelas que migram suas operações para a nuvem. Neste artigo, você entenderá quais são os desafios de segurança nesse contexto:

    1. Adequação a Regulamentações
    2. Monitoramento de Vulnerabilidades
    3. Transferência de Dados
    4. Controle de Acesso e Identidade
    5. Responsabilidade Compartilhada

    1. Adequação a Regulamentações

    Um dos primeiros grandes obstáculos no caminho da privacidade de dados em cloud computing é a adequação à regulamentações como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que estabelece padrões rigorosos para coleta, armazenamento e uso de dados pessoais.

    Empresas devem assegurar que suas políticas de dados estejam alinhadas às melhores práticas de segurança, um desafio que se torna ainda mais complexo em um ambiente de nuvem dinâmico e em constante evolução. Entre as principais diretrizes da LGPD, podemos citar:

    2. Monitoramento de Vulnerabilidades

    A constante evolução e sofisticação dos ataques cibernéticos demandam a implementação de soluções especializadas para identificar padrões incomuns de tráfego e atividades maliciosas que visam comprometer a integridade dos dados armazenados na nuvem.

    A necessidade de uma resposta rápida a incidentes torna-se crucial para minimizar os danos decorrentes de violações de segurança. A detecção precoce e a mitigação eficaz desses eventos são essenciais para preservar a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados na nuvem. 

    Diante desse cenário desafiador, é imperativo que as empresas adotem estratégias proativas de segurança cibernética para proteger seus ativos digitais e manter a confiança de clientes e parceiros.

    3. Transferência de Dados

    A segurança dos dados durante a transferência é vital em ambientes de cloud computing. Na era digital, onde grandes volumes de informações são constantemente movimentados entre diferentes plataformas e redes, garantir a integridade e a confidencialidade desses dados é um desafio contínuo.

    Recursos como criptografia de ponta a ponta não são apenas recomendáveis, são essenciais. Esta criptografia assegura que, mesmo se os dados forem interceptados durante a transferência, eles permanecerão inacessíveis para atores não autorizados.

    Além disso, a inovação constante em técnicas de segurança é crucial para se manter à frente das ameaças cibernéticas que evoluem rapidamente, garantindo que as medidas de proteção estejam sempre um passo à frente.

    4. Controle de Acesso e Identidade

    Quando as ameaças de segurança são tanto internas quanto externas, o controle eficaz de acesso e identidade torna-se uma questão de suma importância. Em um ambiente de nuvem, onde múltiplos usuários e dispositivos estão constantemente interagindo com sistemas e dados críticos, assegurar que apenas pessoas autorizadas tenham acesso é essencial.

    Algumas das soluções mais recomendadas para essa finalidade incluem:

    MFA (Autenticação Multifator)

    Abordagem de segurança que exige mais de uma forma de verificação de identidade do usuário para conceder acesso a um sistema ou conta. Em vez de depender apenas de uma senha, a MFA incorpora múltiplos fatores, como algo que o usuário sabe (senha), algo que o usuário possui (dispositivo de segurança, token) e algo que o usuário é (biometria).

    IAM (Gerenciamento de Identidade e Acesso)

    Conjunto de políticas e tecnologias que facilitam e garantem o controle de quem tem acesso a quais recursos em um sistema de informação. Ele abrange a criação, manutenção e revogação de identidades digitais, garantindo que apenas usuários autorizados tenham acesso a recursos específicos de acordo com suas funções e responsabilidades. O IAM é essencial para garantir a segurança e a conformidade em ambientes digitais complexos.

    5. Responsabilidade Compartilhada

    Em ambientes de cloud computing, a segurança dos dados não é uma responsabilidade exclusiva do provedor de serviços de nuvem (CSP) nem do cliente. Ambas as partes têm papéis específicos a desempenhar na proteção da privacidade de dados.

    A empresa cliente deve garantir a configuração adequada de permissões, políticas de segurança, e a conformidade com regulamentações. Por outro lado, o provedor de serviços de nuvem é responsável pela segurança da infraestrutura subjacente.

    O conjunto de responsabilidades compartilhadas pode ser resumido da seguinte forma:

    • garantir uma infraestrutura de nuvem segura e resiliente;
    • proteger a integridade e confidencialidade das comunicações na rede;
    • oferecer soluções robustas para autenticação e controle de acesso;
    • aplicar regularmente atualizações e correções de segurança;
    • monitorar ativamente a infraestrutura em busca de atividades suspeitas;
    • implementar medidas para backup e recuperação de dados.

     

    A EVEO fornece soluções inovadoras e adaptáveis para ajudar organizações a enfrentar os desafios dinâmicos da privacidade de dados na era da computação em nuvem, assegurando ambientes seguros e conformes.

     

    Com a melhor infraestrutura do mercado, utilizamos equipamentos robustos desenvolvidos especificamente para data centers, links das maiores operadoras e softwares de monitoramento e segurança de última geração. 

    Converse com nossos especialistas, e encontre uma solução de cloud computing sob medida para as necessidades do seu negócio!