<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=238571769679765&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Falar com um consultor

    Categorias

    Segundo uma pesquisa realizada pela Gartner, a estimativa é de que até 2022, 70% das empresas utilizem infraestrutura cloud como uma estratégia de negócio.

    Com base nessa pesquisa, podemos perceber como cloud computing é utilizado cada vez mais no mundo corporativo.

    Entretanto, ainda existem muitas dúvidas referentes a essa tecnologia, entre elas, como ela funciona, quais as vantagens de utilizar a computação em nuvem e muito mais.

    Pensando nisso, elaboramos este guia completo sobre infraestrutura cloud, que apresentará as respostas as principais dúvidas sobre o assunto.

    Além disso, vamos mostrar os principais tipos de serviços em nuvem e o que avaliar em uma empresa antes de contratar um serviço de cloud computing. Acompanhe a leitura!

    O que é Cloud Computing?

    Podemos definir cloud computing como uma tecnologia que permite distribuir e compartilhar, sob demanda, recursos computacionais por meio da internet.

    Entre esses recursos estão: plataformas para o desenvolvimento de softwares, espaço para armazenamento, servidores virtuais e outros serviços que vamos falar mais adiante e que podem ser utilizados conforme a necessidade do negócio.

    Os serviços em nuvem funcionam no modelo de contratação sob demanda, o que permite à empresa a possibilidade de ampliar ou reduzir os recursos contratados.

    A empresa prestadora deve prover o serviço de modo que o usuário possa facilmente interagir com o ambiente sem a necessidade de interação constante com o provedor.

    7 vantagens da computação em nuvem

    A utilização de cloud computing para PMEs ou para grandes corporações oferecem uma série de benefícios, seja qual for o porte da empresa. Confira alguns deles, a seguir.

    1. Segurança

    Ao utilizar a computação em nuvem, as empresas ficam mais protegidas contra diversos tipos de ataques virtuais.

    Isso é possível por conta da aplicação de políticas e práticas de segurança de dados, que proporcionam um rigoroso controle de acesso e proteção aos dados armazenados.

    Além disso, as empresas prestadoras de serviços em cloud utilizam diversas ferramentas de proteção, como antivírus, firewall, entre outras capazes de identificar e bloquear eventuais ataques.

    Há ainda a possibilidade de utilizar os serviços com ainda mais segurança, ao adotar recursos de VPN, por exemplo.

    2. Redução de custos

    Uma das maiores economias com relação à utilização da computação em nuvem é a redução dos custos com infraestrutura de TI.

    O custo para manter data centers para empresas é extremamente alto. Isso porque é preciso investir em hardwares modernos, softwares atualizados, além de toda a infraestrutura para manutenção, operação e redundância de todo o ambiente.

    Ao investir em soluções nas nuvens, as empresas pagam somente pela quantidade de recursos utilizados pelo negócio, o que representa uma grande economia.

    Há ainda a redução de despesas referente ao pessoal de TI, já que para manter um ambiente próprio é preciso contar com profissionais especializados em diversos setores de TI.

    3. Maior produtividade da equipe

    O aumento na produtividade é outro benefício atingido pela utilização da tecnologia. O ambiente em nuvem facilita o rápido compartilhamento das atualizações.

    Dessa forma, quando um colaborador conclui uma tarefa, outro pode acessá-la instantaneamente.

    Além disso, as informações podem ser acessadas de qualquer lugar e a partir de qualquer dispositivo com acesso à internet, o que facilita o trabalho remoto.

    4. Maior competitividade

    Ao utilizar cloud computing a empresa ganha mais competitividade junto ao mercado. Isso é possível por conta do fácil acesso às informações, que contribuem para a tomada de decisões estratégicas.

    Outra vantagem é com relação ao relacionamento com o cliente, a computação em nuvem facilita o acesso às ferramentas voltadas a esse propósito, como o CRM, ERP, entre outras.

    Outra possibilidade é a de trabalhar com grande volume de dados e utilizá-los para análise preditiva, o que significa estar um passo à frente da concorrência.

    E-book Gratuito: Data Center Virtual

    5. Mobilidade

    É indiscutível os benefícios que a mobilidade proporciona a qualquer negócio atualmente. Essa é uma das necessidades para ter um negócio mais competitivo.

    Além do fácil acesso, as empresas que contam com a mobilidade em suas atividades executam suas tarefas com mais facilidade e agilidade.

    A possibilidade de acesso remoto a ambientes corporativos virtualizados, permite a execução de atividades que só seria possível na mesa de trabalho do usuário.

    Todas essas atividades podem facilmente ser executadas por meio da computação em nuvem.

    6. Escalabilidade e elasticidade

    Os serviços oferecidos em nuvem são contratados sob demanda. Isso significa que a empresa avalia a sua necessidade e contrata apenas o necessário para o andamento de seu negócio.

    Caso sinta a necessidade de aumentar ou reduzir os recursos contratados, a alteração é facilmente executada por meio do painel de controle.

    Além disso, há situações de maior movimentação na empresa, que necessitam uma maior utilização de recursos, como em uma Black Friday.

    Nesse cenário, o ambiente é redimensionado automaticamente para atender a demanda e retorna ao tamanho original após o pico de acesso.

    Essa característica garante o funcionamento do ambiente em situações de grande solicitação de recursos.

    7. Alta disponibilidade

    Outro grande benefício da computação em nuvem é a alta disponibilidade. Essa característica assegura que o ambiente estará disponível para o acesso em 99,98% do tempo.

    Para atingir essa alta disponibilidade é necessário um grande investimento em infraestrutura, de modo a manter a redundância de todo o ambiente.

    As empresas que oferecem serviços em cloud computing mantêm o seu data center em nuvem e com redundância.

    Dessa forma, se houver uma indisponibilidade há outro data center em outra localidade para assumir essas atividades.

    Como funciona a Cloud Computing e quais são os seus usos?

    Para entender como a computação em nuvem funciona é preciso entender o que é a infraestrutura de TI.

    Basicamente, trata-se de um conjunto de hardwares, softwares e instalações responsáveis por disponibilizar um ambiente para oferecer serviços de TI.

    Esses recursos de TI são armazenados em data centers, que são ambientes preparados para fazer todo o gerenciamento dessas tecnologias.

    Os data centers locais são aqueles mantidos pela própria empresa, ou seja, ela faz o investimento em todos os recursos necessários para manter o ambiente, o que representa um custo bem elevado para elas.

    Na computação em nuvem, toda essa infraestrutura é fornecida por uma empresa prestadora de serviços de maneira virtual.

    A computação em nuvem pode ser utilizada para diversas finalidades em uma empresa. Confira algumas, a seguir.

    Criação de aplicativos

    Uma das formas de utilizar a computação em nuvem é para a criação de aplicativos, que tanto podem ser acessados por meio da web, celulares ou tablets.

    Eles podem ser criados com base em qualquer plataforma de desenvolvimento.

    Armazenamento e backup

    Uma maneira muito comum de utilizar cloud computing, tanto por empresas quanto por pessoa física, é como forma de armazenamento e backup.

    A grande vantagem do backup em nuvem é a facilidade de acesso aos dados por toda a equipe, além da proteção de manter os arquivos em ambiente seguro.

    Existem serviços cloud para armazenamento que utilizam diferentes tecnologias, entre elas, SSD, SAS e Sata, que oferecem custos e resultados diferentes.

    A escolha da melhor alternativa deve considerar a relação custo-benefício. O SSD, por exemplo, apesar de ter o custo maior, oferece maior desempenho e eficiência.

    Fornecimento de software sob demanda

    A computação em nuvem é muito utilizada por outras empresas de tecnologia para oferecer serviços de software sob demanda ou assinatura.

    Análise de dados

    O uso de cloud computing facilita a utilização de tecnologias que necessitam do processamento de grandes volumes de dados, como big data.

    O principal objetivo é utilizar a inteligência artificial para fazer análises diferenciadas dos dados.

    Inserir inteligência

    A tecnologia cloud contribui para que a inserção de inteligência em aplicativos seja feita com mais facilidade.

    Por exemplo, por meio de APIs específicas é possível incluir nos aplicativos, análises de vídeo, conversão de fala para texto e muito mais.

    Quais os principais modelos de Cloud Computing?

    Existem diferentes formas de fazer a implantação dos serviços em nuvem.

    Nuvem pública

    No modelo de nuvem pública, toda a infraestrutura é da empresa responsável pelo fornecimento do serviço.

    Os recursos de TI são contratados como forma de serviços sob demanda por todos os clientes.

    Os serviços são oferecidos em um ambiente virtualizado, com todos os recursos delimitados conforme a escolha da capacidade contratada.

    A empresa que contrata o serviço de nuvem pública não precisa investir na infraestrutura de TI, bem como se preocupar com o gerenciamento e manutenção do ambiente.

    A rapidez de implantação é outro ponto positivo das nuvens públicas, pois basta determinar a configuração necessária.

    Além disso, o escalonamento é praticamente infinito por conta da facilidade de adicionar recursos ao ambiente.

    Nuvem privada

    Quando se fala em nuvem privada é muito comum associar com a necessidade de que toda a infraestrutura seja de propriedade do cliente.

    Isso não é uma necessidade, pois é possível contratar o serviço de nuvem privada nas empresas provedoras de serviços em nuvem.

    Ou seja, ela tanto pode ser criada em um data center proprietário quanto no de terceiros.

    Basicamente, a nuvem privada é criada por meio de ferramentas como o OpenStack, que faz o gerenciamento do ambiente, de modo que todos os recursos computacionais referentes àquele ambiente sejam somente para uma empresa.

    Nuvem híbrida

    O modelo de nuvem híbrida é uma mistura das duas primeiras opções. Na prática, cada modelo mantém suas características, entretanto, compartilham informações, recursos e aplicações.

    Para isso, existem ferramentas que permitem o gerenciamento de recursos entre os dois modelos.

    Um dos benefícios da nuvem híbrida é permitir a utilização da infraestrutura já existente na empresa.

    Quais os tipos de comunicação de computação em nuvem?

    Um fator que preocupa muitas empresas que pensam em migrar para a nuvem é a questão com a segurança na comunicação de dados.

    A comunicação de computação em nuvem é feita em ambiente seguro protegido por certificado SSL.

    A utilização do certificado SSL permite a criptografia e encapsulamento dos dados trafegados. Isso garante que caso as informações sejam interceptadas não poderão ser acessadas.

    Existem diferentes tipos de certificados SSL que oferecem validações diferenciadas. Confira os principais modelos:

    • validação de domínio — DV —, que assegura que o domínio é verdadeiro;
    • validação de organização — OV —, que além de validar o domínio, verifica dados da empresa;
    • validação estendida — EV —, que além de todas as validações anteriores, faz uma verificação mais rigorosa sobre a empresa.

    Quais os tipos de serviços de nuvem?

    Existem diferentes opções em computação nuvem que podem ser contratadas de acordo com a necessidade do negócio.

    IaaS

    A IaaS — Infrastructure as a Service —, que significa infraestrutura como serviço, é um modelo em que o cliente contrata o acesso a toda a camada de infraestrutura.

    Nesse modelo, o ambiente cloud é disponibilizado para o usuário somente com a camada de gerenciamento da infraestrutura.

    Assim, a empresa tem a liberdade de criar e gerenciar qualquer instalação feita nessa plataforma.

    Por exemplo, o cliente pode criar diversos servidores virtuais e dimensioná-los de maneiras diferentes.

    Além disso, poderá instalar nesses servidores virtuais quaisquer softwares que seu negócio necessite.

    O modelo IaaS oferece maior liberdade ao cliente para o gerenciamento do ambiente. Os recursos contratados podem ser redimensionados de acordo com a necessidade de uso.

    Isso representa uma excelente economia para quem precisa de uma infraestrutura completa sem a necessidade de investir em todo hardware necessário para isso.

    O IaaS pode ser utilizado como servidor de arquivos corporativos, backup na nuvem e recuperação, data center para empresas ou para a análise de big data, por exemplo.

    PaaS

    No modelo PaaS — Platform as a Service —, que significa plataforma como serviço, o cliente faz a contratação de um ambiente para o desenvolvimento de aplicações.

    No PaaS, o desenvolvedor não precisa ter a preocupação com a parte de infraestrutura, como recursos de rede, configurações de servidores e virtualizações ou qualquer outra tarefa de infraestrutura.

    Além de ser utilizado para o desenvolvimento de aplicações, o PaaS também é indicado para análises de BI — Business Intelligence.

    SaaS

    No modelo SaaS — Software as a Service —, que significa software como serviço, as empresas contratam uma aplicação pronta para a utilização.

    Não é preciso comprar licença de software e nem fazer a instalação de programas nas máquinas locais para utilizar a aplicação.

    Todo o acesso ao sistema é feito por meio da plataforma SaaS de forma online. Um exemplo de SaaS é a utilização de software de CRM em nuvem, ERP e outras opções semelhantes.

    Assim como nos outros modelos de serviços, a contratação é feita sob demanda.

    A empresa pode contratar por quantidade de usuários que terão acesso ao sistema ou dimensionar a contratação pelo volume de dados armazenados ou, ainda, utilizar o modelo por assinatura.

    Computação sem servidor

    Outra modalidade de serviço é a computação sem servidor, que por meio de sua arquitetura permite a criação de aplicativos e serviços sem que haja a preocupação com o ambiente.

    Seu principal objetivo é evitar o serviço de gerenciamento do servidor, pois a alocação de recursos é feita dinamicamente.

    Como migrar o serviço físico para nuvem?

    Uma das maiores dúvidas sobre a computação em nuvem é sobre como fazer a migração dos servidores físicos para a nuvem. Confira quais as principais etapas nesse processo.

    Faça um levantamento detalhado

    O primeiro passo é fazer um levantamento detalhado sobre o que será migrado.

    Faça uma análise referente às aplicações utilizadas pela empresa e quais delas devem ser migradas.

    Esse procedimento é importante para identificar aplicações mais antigas em que a migração não seja viável.

    Além disso, é preciso avaliar qual a necessidade de recursos para cada aplicação. Esse levantamento ajudará a dimensionar o ambiente de maneira adequada.

    Elabore um plano de migração

    Com o levantamento feito, é preciso elaborar um plano de migração. O ideal é executar esse processo em etapas.

    Ao elaborar o plano determine quais profissionais farão parte do processo de migração, bem como determine as responsabilidades de cada um, além de preparar um cronograma com todas as fases bem definidas.

    Execute testes no ambiente antes de colocá-lo em produção. A fase de testes é essencial para evitar retrabalhos, pois nessa etapa é possível identificar eventuais falhas e corrigi-las da maneira adequada.

    Escolha o modelo de serviço

    Com base na análise do que será levado para a nuvem, determine o modelo de serviço que será utilizado, como IaaS, PaaS ou SaaS.

    Por exemplo, as soluções de hiper convergência oferecem em uma única estrutura de armazenamento, processamento, recursos de rede e virtualização.

    Todos esses recursos são gerenciados por meio de uma ferramenta de maneira integrada. Isso proporciona mais facilidade no gerenciamento e escalabilidade do ambiente.

    Além disso, é preciso definir o modelo de nuvem mais adequado às necessidades do negócio.

    Isso porque pode haver situações em que a nuvem pública seja satisfatória ou seja necessário optar pelo modelo privado ou híbrido.

    O que observar na criação da infraestrutura cloud?

    Alguns fatores são críticos e devem ser observados para manter o melhor ambiente cloud na empresa.

    Por exemplo, podem existir dúvidas sobre qual é a melhor opção entre servidor dedicado ou servidor em nuvem.

    É importante diferenciar essas alternativas, pois apesar de estarem na nuvem, oferecem soluções e benefícios diferenciados.

    O servidor dedicado é uma solução que permite a conexão remota a um servidor físico exclusivo para uma única empresa, inclusive há uma solução EVEO Cloud na Help B1, consultoria de SAP Business One, que utiliza essa e outras soluções em cloud.

    Já o servidor em nuvem é a contratação de um servidor ou data center virtualizado.

    Existem algumas características essenciais para garantir a alta disponibilidade dos serviços. Esse é um ponto crucial que deve ser observado ao escolher a infraestrutura de cloud.

    Um dos principais fatores é a redundância, item que garante a disponibilidade do ambiente em caso de problemas técnicos.

    Por exemplo, em data centers locais é muito difícil manter a redundância para energia elétrica, pois é preciso investir em geradores de energia.

    Portanto, esse é um item que precisa ser contemplado ao escolher uma infraestrutura.

    Outro fator crítico para o ambiente é o link de comunicação. Esse é um elemento essencial para o funcionamento do serviço. Por isso, é importante observar se há redundância para esse item.

    O que avaliar ao contratar uma infraestrutura de computação em nuvem?

    A escolha da empresa prestadora de serviços em cloud é tão importante quanto as outras definições necessárias para a implantação do serviço.

    Isso porque as empresas que querem contratar o serviço em nuvem esperam encontrar prestadores de serviços que ofereçam uma parceria.

    Além disso, existem alguns pontos que devem ser analisados com atenção. Confira quais são eles, a seguir.

    Suporte técnico

    O suporte técnico é um dos pontos cruciais para firmar uma boa parceria. Existem muitas empresas de grande porte que não oferecem esse serviço em tempo integral.

    A EVEO oferece suporte 24 horas por meio de diversos canais de atendimento, como chat, e-mail e atendimento telefônico, o que representa um grande diferencial.

    Cumprimento da legislação brasileira

    Um dos grandes problemas de prestadores de serviços internacionais é a falta de comprometimento com a legislação brasileira.

    A EVEO atende a todas as exigências da lei, bem como está atenta a qualquer mudança que ocorra, de modo a manter seus serviços sempre de acordo com as determinações previstas.

    Pagamento em reais

    Ao contratar serviços internacionais há a incidência de impostos sobre a importação de prestação de serviços, o que representa um custo a mais, além de a cobrança ser em dólar.

    A contratação de uma empresa brasileira, elimina esse problema.

    Funcionalidades e segurança

    Outro fator que não pode deixar de ser avaliado é a verificação das funcionalidades oferecidas para o processo de implantação e gerenciamento do ambiente cloud.

    A EVEO Cloud é uma empresa que oferece uma variedade de serviços em nuvem, como cloud servers, data centers virtuais, servidores dedicados e outras soluções.

    A empresa oferece tecnologia de última geração e sob medida para seus clientes, além do suporte técnico diferenciado.

    Ao longo deste guia completo sobre computação em nuvem, foram apresentados diversos benefícios sobre a utilização dessa tecnologia.

    Como você pôde perceber, existem diferentes tipos de serviços e modelos de infraestrutura que podem ser utilizados pelas empresas para oferecer mais eficiência e agilidade em seus negócios.

    Portanto, escolha a infraestrutura cloud que melhor atende as necessidades de sua empresa e tenha todos os benefícios que essa tecnologia pode oferecer.

    Agora que você já conhece todo o potencial da computação em nuvem, entre em contato com a EVEO e conheça as nossas soluções para a sua empresa!