<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=238571769679765&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Falar com um consultor

    Categorias

    As tecnologias de internet, software e hardware são aliadas cada vez mais fortes do mundo corporativo e seguem evoluindo a passos largos. Cada nova técnica oferece mais benefícios aos negócios e as empresas precisam incorporá-las rapidamente para não perderem a força competitiva. Nesse contexto, o SDDC deve ser a próxima tendência em tecnologia.

    Se você ainda não conhece a novidade, terá a oportunidade de descobrir tudo sobre ela a partir de agora. Então, acomode-se em sua cadeira e boa leitura!

    O que é SDDC?

    SDDC é a sigla para “Software-Defined Data Center”, que significa “Data Center Definido por Software” em português. Nesse modelo de Data Center, toda a infraestrutura é virtualizada e entregue como serviço. Ou seja, por meio de um software específico é possível separar a infraestrutura de hardwares em blocos para uso próprio ou fornecimento dos recursos e capacidades para diversos usuários simultaneamente.

    Na verdade, trata-se da combinação de outras tecnologias, como SDN (Software-Defined Networking — Rede Definida por Software), SDS (Software-Defined Storage — Armazenamento Definido por Software) e SDC (Software-Defined Computing — computação definida por software), aliados às técnicas de gerenciamento de tráfego, gerenciamento de cargas de trabalho e gerenciamento de dados.

    Como o método funciona?

    No SDDC, quando os componentes da infraestrutura de Data Center são separados e oferecidos por meio de um software, tudo acontece de forma automatizada e orientada por regras específicas. Isso significa que os recursos de rede, armazenamento, capacidade de processamento, segurança e disponibilidade podem ser usados ou vendidos separadamente e de acordo com a demanda de cada usuário.

    A tecnologia de virtualização passa a ser controlada por um sistema, diminuindo a carga de trabalho no setor de TI, bem como a complexidade, com uma abordagem programática. Sendo assim, em vez de montar uma infraestrutura própria, a empresa usuária contrata os serviços via nuvem.

    Os principais componentes do SDDC são os elementos de rede definida por software (SDN), armazenamento definido por software (SDS) e máquinas virtuais (servidores dedicados e cloud). No processo, podem ser utilizadas diferentes plataformas de software — fechadas (proprietárias) ou abertas (open source)  —, como o OpenStack, para unir os componentes de forma centralizada e agregar controle com uma interface visual agradável e uma API para necessidades mais complexas.

    Como ele impacta os negócios?

    O SDDC elimina a preocupação dos gestores em relação aos pontos únicos de falha. Além disso, a facilidade no controle dos componentes da infraestrutura virtual e a alta disponibilidade entregue trazem um novo padrão aos serviços de TI oferecidos, reduzindo o esforço necessário para a gestão da estratégia de virtualização.

    Por exemplo: uma empresa que possui uma operação multiservidor, com administradores de rede, profissionais responsáveis por hardwares, gerenciadores de sistema operacional e softwares, podem enxugar a equipe de TI e torná-la mais homogênea com o SDDC, pois a carga de trabalho é reduzida e os recursos são melhor aproveitados.

    Como Infraestrutura como Serviço (IaaS — Infrastructure as a Service), há ainda a grande vantagem de se poder montar o modelo ideal, que se encaixe no budget de qualquer empresa, sem que se abra mão de componentes importantes para a topologia. Com a virtualização fazendo parte de todos os componentes do data center, fica viável iniciar um projeto bem estruturado e completo, a um custo reduzido, e com a possibilidade de escalar rapidamente na medida que o negócio se expande.

    Banner E-book Data Center Virtual

    Que vantagens e benefícios oferece?

    Um dos maiores benefícios oferecidos pelo SDDC é a forma como ele pode ser estruturado e controlado, pois como os recursos são gerenciados por software, as conexões físicas e os componentes de hardware não precisam mais ser fisicamente manipulados para implantar mudanças. Mas não é só isso. Descubra a partir de agora mais algumas das principais vantagens com a implantação do SDDC no negócio.

    Aumenta a velocidade de entrega dos serviços

    As cargas de trabalho mais complexas ficam simplificadas com o SDDC e passam a ser instaladas de maneira mais rápida e programática, o que eleva a agilidade e os níveis de flexibilidade da infraestrutura. Além do mais, os aplicativos corporativos tradicionais se tornam compatíveis e a empresa contratante ganha maiores taxas de desempenho e disponibilidade enquanto reduz riscos e custos nas operações.

    Oferece maior eficiência e inovação

    O Software-Defined Data Center representa o que há de mais novo em tecnologias de formação para data centers. A combinação de vários recursos, via cloud, proporcionou o avanço dessa metodologia, que, hoje, é capaz de aprimorar os processos de TI, entregar alto desempenho, exigir menos tempo e esforço gasto com tarefas de montagem, testes, monitoramento e controle. Representa um estágio evolutivo para os negócios que dependem de tecnologia.

    Agrega valor a infraestrutura

    O SDDC agrega valor aos serviços de TI, superando ambientes virtuais clássicos, como o VPS (Virtual Private Server) e o cloud server, pois permite uma aplicação mais avançada, com personalização em todas as camadas. O método proporciona resultados reais e mais rápidos às empresas contratantes.

    Automatiza processos

    O uso de software para planejar, provisionar, testar, implantar e gerenciar os recursos. Possibilita autoprovisionar os serviços sob demanda para cada cliente. Isso significa dar agilidade à montagem, configuração e introdução de serviços, reduzindo custos operacionais com processos que envolvem tarefas manuais dispendiosas.

    Economiza energia

    O método SDDC consome menos energia e é favorável a sustentabilidade, pois os data centers podem usar economia de escala, implantando componentes de hardware extremamente densos e aprimorados para um consumo de energia sob demanda. Este é um fator pouco conhecido, mas muitas vezes, apenas o gasto com energia de um parque de TI superdimensionado e antigo, acaba compensando o custo de se montar, ou contratar recursos de um SDDC como serviço.

    Melhora o ROI

    O retorno do investimento (ROI — Return On Investiment) é assegurado pelo baixo custo de aquisição (CAPEX — Capital Expenditure) e redução das despesas operacionais (OPEX — Operational Expenditure), além da capacitação dos clientes para obterem maior produtividade. Considerando-se ainda o modelo de infraestrutura como Serviço (IaaS — Infrastructure as a Service) o CAPEX se torna nulo para a empresa contratante, transformando tudo em um OPEX que aliado aos outros benefícios, pode se tornar uma economia competitiva para o negócio.

    Servidor Dedicado EVEO

    Quais são as etapas de implantação?

    Primeiro de tudo, o processo é transitório e depende de uma avaliação de todos os componentes que formam a arquitetura atual. Isso inclui hardwares (routers, switches, servidores e storages) e softwares de implantação lógica para agregar conectividade e intercomunicação.

    O próximo passo envolve a escolha de um software para gerenciar o SDDC com eficiência. Ele deve atender os requisitos entregues por cada ferramenta e ter o custo de licenciamento analisado. Depois, com a capacidade de processamento definida, lógica de rede configurada e software capaz de atender ao modelo proposto, a empresa estará apta a usar a metodologia.

    Por que contratar o SDDC na EVEO?

    Algumas pessoas ainda não conhecem, mas a EVEO é pioneira no Brasil em uma das mais consagradas tecnologias de SDDC: o OpenStack. A empresa possui um grande know-how em desenvolver soluções tecnológicas, tem um bom nível de maturidade no mercado de TI, é focada em inovação e, hoje, entrega soluções adequadas às necessidades dos clientes.

    Mas não é só isso. A EVEO oferece alto desempenho, com uma excelente taxa de disponibilidade, suporte em português em tempo integral, servidores localizados no Brasil e valor bastante competitivo, com impostos inclusos. Lembre-se, é sempre importante colocar na balança, ao comparar serviços oferecidos por empresas estrangeiras, fatores como: variações cambiais, oscilações de uso de recursos por hora, pagamentos de impostos sobre importação de serviço ou o passivo de risco. Com a EVEO, o contratante sabe exatamente o que está contratando e quanto isso vai custar.

    Por fim, como podemos ver, o SDDC é uma oportunidade para alavancar os resultados operacionais e agregar vantagem competitiva à empresa. Porém, deve ser estruturado por quem realmente entende do assunto, e nós estamos aqui para isso!

    Pronto para começar? Entre em contato com a EVEO agora mesmo e deixe-nos ajudar com o projeto!