<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=238571769679765&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Falar com um consultor

    Categorias

    A venda de ingressos online se tornou um negócio lucrativo devido à comodidade que gera aos clientes. O fato de não precisarmos mais enfrentar filas intermináveis e conseguirmos um ingresso para o show ou para jogo das nossas vidas no conforto de casa é um privilégio que antes não era possível. No entanto, para o cliente realmente ter uma experiência positiva, depende muito do site.

    Se não houver investimento na formação de uma estrutura adequada, ele pode falhar no momento mais importante: o da reserva e pagamento. Isso pode ser frustrante, gerar desconfianças, levar à desistência da aquisição e, consequentemente, prejuízo ao organizador do evento. Por isso, é importante tomar os cuidados certos. Neste post vamos destacar os fatores que causam lentidão e quedas nos sites de venda de ingressos, bem como as soluções que se pode adotar para impedir isso. Acompanhe!

    O que causa lentidão e quedas em sites de venda de ingressos online?

    Os sites que vendem ingressos online contam com uma estrutura para suportar a procura por eventos recorrentes, como cinemas e casas noturnas. No entanto, quando surgem eventos pontuais, como um jogo de final de campeonato ou show de uma estrela do pop internacional, o volume de acessos ao site cresce exponencialmente, divergindo bastante em relação a quantidade orgânica, a ponto da estrutura não suportar e ficar fora do ar.

    Ou seja, o ambiente que está preparado para certa demanda recebe uma carga acima do suportável sempre que é anunciado um show internacional, um jogo importante ou outro evento de grande atratividade para o público em geral. Como resultado, não consegue atender à demanda diferenciada por insuficiência dos recursos, causando lentidão, queda ou indisponibilidade momentânea do site.

    Por que é importante combater esses problemas?

    Eventos que geram grande procura são verdadeiras oportunidades para o site ganhar visibilidade, atrair e fidelizar novos clientes. Se os serviços forem interrompidos por algum motivo, o cliente não vai entender a causa e pode acreditar que se trata de uma fraude ou de um golpe, desistindo da compra para sempre.

    Por outro lado, se o site apresentar um bom desempenho, disponibilidade e conseguir manter as funções vitais funcionando corretamente, mesmo em picos de acesso, passará confiança ao cliente e gerará as mesmas experiências que você planejou para o site proporcionar normalmente. Isso deve garantir novas oportunidades de vendas para a empresa.

    Banner E-book Data Center Virtual

    Não é só com os clientes que você deve se preocupar. Muitas empresas parceiras e fornecedores costumam monitorar o desempenho do site para disponibilizar seus produtos e serviços somente em sites confiáveis, onde não corram o risco de ter a imagem da marca prejudicada. Se a experiência for boa para eles, novos negócios serão firmados.

    Contudo, um site com boa taxa de disponibilidade deve aumentar a credibilidade da empresa no mercado e agregar valor à marca. Essa é uma boa forma de trabalhar o branding e adquirir um posicionamento de referência no segmento.

    Quais soluções a empresa pode adotar?

    Existem soluções específicas que ajudarão você a montar e manter um site de vendas de ingressos online de forma profissional e ininterrupta. Separamos as principais abaixo:

    1. Crie um ambiente com estrutura elástica para o atendimento

    O seu site precisa ter elasticidade. Um ambiente virtual de cloud elástico significa ter a capacidade de crescer e retrair conforme a demanda. Mais precisamente, é o poder de aumentar e diminuir os recursos necessários pontualmente, sem a necessidade de realizar investimentos em hardwares e softwares adicionais.

    2. Conte com recursos de escalonamento automático

    Ainda que altamente funcional, condicionar a elasticidade do ambiente à intervenção manual pode representar o tempo de indisponibilidade que será decisivo para uma desistência de compra. O escalonamento automático é propriedade fornecida por soluções tecnológicas mais avançadas, em que o ambiente por si só providencia o crescimento na quantidade de recursos necessários para atendimento da demanda, em um procedimento conhecido como Auto Scaling.

    Esse recurso permite que o site ganhe a escalabilidade que precisa sem a necessidade de intervenção manual de um técnico perito no assunto. Dessa forma, o ambiente torna-se capaz de se autogerenciar, consumindo recursos adicionais sempre que a demanda aumentar, e os removendo automaticamente quando não forem mais necessários.

    3. Mantenha o foco no desenvolvimento contínuo

    Grande parte do sucesso de um site depende das boas práticas de programação e desenvolvimento ágil aplicadas. Essas práticas darão ao site a capacidade de se adaptar facilmente aos novos desafios impostos pelo segmento e aceitar novas tecnologias para crescer de forma sustentável. Por isso, o foco dos desenvolvedores deve ser sempre em escalabilidade.

    Usar linguagens de programação que permitam essa flexibilidade à estrutura ajudará em uma eventual mudança estratégica ou até mesmo em parceria pontual.

    Ter um especialista em banco de dados  também é importante, para otimizar o consumo dos recursos do servidor.

    Cloud-Server-EVEO-336x280

    4. Tenha um plano de negócio bem estruturado

    A criação de um site eficiente não precisa ser cara. O desenvolvimento pode ser feito com base em um plano de negócios. Ele deve conter as tecnologias necessárias e um estudo de viabilidade econômica para ajudar a determinar as prioridades conforme a demanda e as necessidades atuais. O foco deve ser em manter uma estrutura em que o lucro seja maior do que os investimentos, os custos e as despesas mensais.

    Se houver a necessidade frequente de alteração na quantidade de recursos utilizados, o controle de investimento não será fixo, o que exigirá um plano de negócio flexível. Ter um relacionamento próximo com o provedor é importante para saber até onde é possível limitar essa flexibilidade e equilibrar os investimentos com o bom funcionamento do site.

    5. Faça uso da CDN

    CDN (Content Delivery Network) representa uma rede de distribuição de conteúdos. Ela ajuda a definir um ponto de armazenamento para os arquivos estáticos (mais acessados pelo cliente), o que impede a sobrecarga dos servidores.

    A CDN atende boa parte do volume de acessos no site, implementando uma camada dos conteúdos, como imagens e vídeos fora do servidor para acessos posteriores. É uma excelente solução para manter o bom funcionamento em momentos de picos de acesso.

    Como adotar essas soluções?

    O primeiro passo é buscar um provedor de soluções e estruturação em cloud para fechar uma parceria. Nessa etapa, é importante considerar a experiência da empresa, como tempo de mercado, atendimento, suporte, tecnologias e metodologias disponíveis para o seu segmento de atuação.

    Em relação aos serviços, tanto o Datacenter Virtual OpenStack quanto o Container Cloud OpenShift são ambientes apropriados para fazer a escala automática de recursos. A diferença entre eles é a necessidade que a equipe responsável pelo site terá de mexer na parte de infraestrutura de servidores.

    O Datacenter Virtual OpenStack é mais voltado para empresas que contam com uma equipe própria de gerenciamento do sistema operacional, softwares e outras ferramentas que estão relacionadas ao desempenho das aplicações.

    O Conteiner Cloud OpenShift, por outro lado, é recomendado para empresas que contam apenas com uma equipe de desenvolvedores e que focam exclusivamente nas aplicações.

    Todas as soluções discutidas aqui são encontradas em modelos de serviços de nuvem SaaS (Software as a Service) e atendem bem os sites de vendas de ingressos online, como também e-commerces, sites que oferecem cupons de desconto aos consumidores, sites de compras coletivas, entre outros. Sites assim possuem ofertas altamente compartilháveis e podem gerar sobrecarga de visitantes com frequência.

    Entendeu como evitar problemas com a venda de ingressos online? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros conteúdos!