<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=238571769679765&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Falar com um consultor

    Categorias

    Até hoje, muito se tem falado em segurança para os dados e rede da empresa. Porém, com o avanço das tecnologias de mobile, poucos se preocupam com a segurança da informação em dispositivos móveis. Sem uma política de uso seguro, eles podem representar uma porta de entrada para as ameaças externas e, por isso, precisam de tanta atenção quanto qualquer outro recurso tecnológico ligado à rede.

    Quer saber mais sobre o assunto? Separamos algumas dicas valiosas para você. Confira!

    Por que a segurança da informação em dispositivos móveis é tão importante?

    A transformação digital tem impulsionado os negócios no ambiente online. Unindo isso a evolução das tecnologias móveis, mais e mais dispositivos remotos são utilizados para a realização de trabalhos a distância. Ou seja, a mobilidade se tornou uma estratégia corporativa. Mas o acesso remoto exige cuidado, não só do lado da empresa (redes e bancos de dados), como também por parte dos aparelhos onde ele é realizado.

    Quando os dispositivos são utilizados conforme o padrão estabelecido, evitam a entrada de vírus e hackers que podem roubar informações sigilosas, deletar um banco de dados inteiro e destruir sistemas. Muitas empresas não se recuperaram após um ataque desse tipo, tornando os dispositivos móveis o próximo alvo para os esforços em segurança.

    Como você pode proteger melhor os dados nos dispositivos móveis?

    A seguir, daremos algumas dicas práticas para você orientar a equipe de força de trabalho com relação aos riscos e para reforçar a segurança da empresa. Acompanhe!

    Mobilize os usuários para aumentar a adesão à causa

    Antes de implementar qualquer mudança, você precisa envolver todos no projeto. Se um único usuário não seguir os procedimentos adotados, toda a estratégia é desmontada e o risco, embora menor, não deixa de ser um problema.

    Então reúna a equipe para apresentar dados de pesquisas sobre o assunto e dar exemplos práticos que ocorreram em outras empresas e no próprio negócio para justificar as novas medidas. No processo, informe a importância da segurança para eles mesmos. Essa é a melhor forma de engajar os usuários no projeto.

    Adote um padrão de acesso seguro

    Cadastre os dispositivos da empresa e dos funcionários que são utilizados para acessar a rede e bancos de dados da organização e passe a monitorar e controlar os acessos internos e remotos. Afinal, além de limitar os dispositivos que entram na rede, é importante identificar padrões de comportamentos anormais para bloquear o acesso instantaneamente.

    Também conscientize os usuários a não utilizarem a rede aberta (internet pública), pois não apresenta filtros de proteção, deixando seus logins e senhas expostos a todos os usuários locais. Se o aparelho for perdido ou roubado, solicite que entrem em contato com a empresa imediatamente para o bloqueio dele. Assim, problemas maiores podem ser evitados.

    Servidor Dedicado EVEO

    Crie uma política de senhas

    Para facilitar a lembrança, muita gente tem o hábito de registrar senhas fáceis, como “123456”, usar a data de aniversário ou o próprio nome. Não deixe que isso aconteça na sua empresa. O ideal é que as senhas tenham letras, números e caracteres especiais misturados para ter força.

    Exija também a troca periódica delas. O ideal é que isso aconteça mensalmente ou sempre que houver desconfianças de alguma ameaça iminente. Por fim e não menos importante, é sempre bom lembrar os usuários de manterem o sigilo de suas senhas pessoais.

    Configure sistemas

    Além desses procedimentos, você pode contar com ferramentas tecnológicas para agregar maior segurança de acesso aos dispositivos móveis e automatizar alguns processos de monitoramento e controle.

    A instalação de antivírus corporativo, de antispyware e a configuração do firewall no sistema operacional são alguns exemplos de tecnologias úteis nesse sentido. Essas ferramentas podem ser implementadas tanto na rede da empresa quanto nos dispositivos móveis, criando um sistema de segurança que funcione de forma integrada.

    Por fim, como pode ver, o assunto é mais sério do que muitos imaginam. Com essas dicas, você consegue aumentar a segurança da informação em dispositivos móveis, mas precisa começar logo, antes que a empresa seja afetada de verdade.

    Antes de começar, conheça 4 erros que a sua empresa comete em relação a segurança de dados!