<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=238571769679765&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Falar com um consultor

    Categorias

    Imagine a seguinte situação: você criou um aplicativo da Web para a sua empresa e agora está procurando o servidor correto para hospedá-lo. Seu aplicativo pode consistir em vários arquivos estáticos — HTML, CSS e JavaScript —, em um serviço de API de back-end ou, até mesmo, em vários serviços da web. Usar o NGINX pode ser o que você está procurando, e há duas razões para isso.

    A primeira é que ele é um servidor da web com uma arquitetura orientada a eventos, não encadeada, que permite que o Apache seja configurado corretamente. A segunda é que ele também pode fazer coisas importantes, como balanceamento de carga, acesso ao cache HTTP ou ser usado como um proxy reverso.

    Quer conhecer um pouco mais sobre esse tipo de servidor e saber por que ele pode ser uma boa opção para o seu negócio? Acompanhe este artigo!

    O que é o NGINX?

    O NGINX é um famoso software de servidor web de código aberto. Em sua versão inicial, funcionava para a veiculação da Web HTTP. Hoje, no entanto, também serve como proxy reverso, balanceador de carga HTTP e proxy de e-mail para IMAP, POP3 e SMTP.

    Ele teve seu lançamento oficial em outubro de 2004. O criador do software, Igor Sysoev, iniciou seu projeto em 2002, como uma tentativa de responder ao problema C10k — o desafio de gerenciar dez mil conexões ao mesmo tempo.

    Hoje, há ainda mais conexões com as quais os servidores da Web precisam lidar. Por esse motivo, o NGINX oferece uma arquitetura baseada no fluxo de tarefas. Esse recurso o torna um dos servidores mais confiáveis em termos de velocidade e escalabilidade.

    Devido à sua excelente capacidade de lidar com muitas conexões, vários sites de alto tráfego têm usado o serviço da NGINX. Alguns desses gigantes online são Google, Netflix, Adobe, Cloudflare, WordPress.com e muitos outros.

    Como ele funciona?

    O NGINX foi projetado desde o início para usar um algoritmo de tratamento de conexão sem bloqueio e orientado a eventos.

    Ele gera processos de trabalho, nos quais é possível manipular milhares de conexões. Esses processos, por sua vez, implementam um mecanismo de loop rápido, que faz uma verificação contínua e processa eventos.

    Cada uma das conexões é colocada no loop de eventos no qual elas existem com outras conexões. Dentro do loop, os eventos são processados de forma assíncrona, permitindo que o trabalho seja tratado de maneira não bloqueante. Quando a conexão é fechada, ela é removida do loop.

    Esse estilo de processamento de conexão permite que o NGINX seja extremamente eficaz, mesmo com recursos limitados. Como o servidor é de encadeamento único e os processos não são gerados para lidar com cada nova conexão, a memória e o uso da CPU tendem a permanecer relativamente consistentes, mesmo em momentos de carga pesada.

    O NGINX foi desenvolvido como forma de disponibilizar um baixo uso de memória, além de uma alta simultaneidade. Ele trabalha de forma que as solicitações sejam tratadas em um único thread. Isso evita que o servidor crie processos para cada solicitação.

    download ebook data center

    Quais são as vantagens do NGINX?

    O NGINX pode atuar como um balanceador de carga de software muito capaz, além de contar com suas funções mais tradicionais que servem conteúdo estático sobre HTTP e conteúdo dinâmico, usando manipuladores FastCGI para scripts.

    Como ele usa uma arquitetura não segmentada, é capaz de superar os servidores da Web, como o Apache. Isso é particularmente eficaz em implantações que recebem cargas pesadas.

    Confira, a seguir, outros benefícios que o NGINX proporciona.

    Fácil de configurar

    O NGINX tem uma estrutura de arquivos de configuração simples. Ele consiste em módulos que são controlados por diretivas especificadas no arquivo de configuração. Elas são divididas em diretivas de bloco e diretivas simples.

    Mais rápido e melhor para servir arquivos estáticos

    Ao servir arquivos estáticos, como pdf, zip, html, mp4, mpeg, avi, jpg, gif, png e outros, é possível experimentar o incrível desempenho do NGINX. Aqueles que desejam aumentar o desempenho do servidor da Web podem adicionar armazenamento em cache.

    Compatibilidade com aplicativos da web comumente usados

    O tráfego de qualquer aplicativo da web é tratado pelo NGINX sem problemas. Vários aplicativos populares, como WordPress, Ruby, Python, Joomla, drupal, vbulletin, phpbb e xenforo, são servidos pelo NGINX.

    Suporte ao balanceamento de carga

    Um dos recursos mais destacados do NGINX é que ele pode configurar o balanceamento de carga para os servidores http de escalonamento rápido. O balanceamento de carga NGINX permite a distribuição de tráfego entre diferentes servidores.

    Isso possibilita que os usuários dimensionem seus aplicativos e, simultaneamente, obtenham redundância http. A configuração do lado do servidor também será rápida e fácil.

    Conexões simultâneas

    A superioridade do NGINX em lidar com conexões simultâneas, tempo de resposta e uso de recursos é óbvia quando ele é comparado com o Apache ou o Lighttpd. Ao optar por esse software, seu ambiente ficará 4x mais rápido.

    Assim sendo, atualmente o NGINX é identificado como um dos servidores web mais eficientes e leves do mercado. Ele suporta mais tráfego simultaneamente e também conta com uso mínimo de memória.

    Rico em recursos

    O NGINX Plus combina a funcionalidade de um servidor Web de alto desempenho, um poderoso balanceador de carga front-end e um cache de aceleração altamente escalável, para criar a plataforma ideal de ponta a ponta para seus aplicativos da web.

    Eficiência

    O NGINX pode servir um maior número de usuários sem usar recursos extras. Isso é uma vantagem sobre o Apache Server, que cria uma cópia para todas as outras solicitações que acabam com mais uso de RAM.

    Além disso, ele tem uma vantagem sobre outros servidores web considerados leves e é muito mais rápido do que o Apache, um dos servidores mais populares nos dias atuais.

    Com tantos recursos prontos para uso, o NGINX pode ser uma ótima maneira de servir seu aplicativo ou até mesmo pode ser usado como um proxy HTTP ou um balanceador de carga para seus outros servidores da web. Entender a maneira como o NGINX trabalha e lida com as solicitações dará muito poder para escalar e balancear a carga de seus aplicativos.

    Pronto para adotar mais essa inovação na sua empresa? Continue no nosso blog e descubra outras tendências tecnológicas para 2019!