<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=238571769679765&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Falar com um consultor

    Categorias

    Empresas que já se consolidaram no mercado e buscam expandir seus negócios podem pensar sem fronteiras em um mundo globalizado como o de hoje. O cenário econômico externo está mais favorável e as oportunidades são muitas. Mas como preparar a empresa para internacionalização?

    Entrar no mercado internacional exige alguns cuidados. Por isso, desenvolvemos um post especial para ajudar você com o empreendimento. Confira a partir de agora tudo o que é preciso fazer para aumentar as chances de sucesso dessa estratégia!

    Analise o ambiente interno e externo

    A primeira coisa que você deve fazer é realizar um estudo detalhado sobre a situação financeira da sua empresa. Um investimento desse porte demanda um fluxo de caixa bem reforçado. Então, é preciso saber se a empresa precisará de capital de terceiros e qual é a viabilidade disso.

    Depois, considere se a qualidade dos produtos e dos serviços é suficiente para ter competitividade nos países onde pretende atuar. A concorrência pode ser forte e resistente, sobretudo contra a entrada de estrangeiros. Estude também a situação econômica do país para saber se o investimento vale a pena.

    A ideia é descobrir se a empresa tem potencial para se estabelecer no exterior e gerenciar suas operações a distância com o mesmo nível de qualidade, se há demanda pelo produto ou serviço oferecido na região, quem são os clientes em potencial e se existe a possibilidade de fazer parcerias.

    Informe-se sobre as questões legais

    Além das análises financeiras da empresa e econômicas do país, os gestores devem descobrir a quais leis, regulamentos, normas, restrições, certificações e tributações os produtos e serviços estão sujeitos. Esse é um passo fundamental para descobrir se o investimento será viável ou não. Essas informações podem ser obtidas com a ajuda do consulado do país ou por meio de órgãos do comércio exterior.

    Defina um planejamento estratégico

    Com uma boa base de informações, é hora de partir para o planejamento estratégico. Crie e formalize um plano de negócios para a internacionalização da empresa. Ele servirá como um guia a ser seguido pelos diretores, gestores e colaboradores.

    Por isso, defina metas e objetivos realistas, como eles serão alcançados (métodos e tecnologias), quais profissionais ficarão responsáveis por cada frente de atuação etc. Determine também o investimento necessário para concretizar o plano apresentando projeções de receitas e despesas, tempo de retorno (payback) e taxa de retorno (ROI).

    Banner E-book Data Center Virtual

    Conte com uma boa estrutura de TI

    Para uma internacionalização bem-sucedida, contar com algumas tecnologias é fundamental. A migração dos dados e sistemas para a nuvem (cloud computing), por exemplo, permite que a empresa agregue mobilidade e automação às operações, além de ser um ambiente com escalabilidade a baixo custo.

    Sites e plataformas de serviços podem ser estruturados na internet para melhorar o atendimento aos clientes estrangeiros e facilitar o trabalho dos profissionais envolvidos no projeto.

    Descubra se a sua empresa está preparada para a internacionalização

    Essa análise deve ser feita para saber o que a empresa precisa melhorar antes de investir na estratégia. As fraquezas devem ser apontadas e corrigidas, bem como os pontos fortes precisam ser identificados e potencializados.

    Descubra o que funciona perfeitamente e quais são os problemas crônicos. Além de fatores que podem destacar o seu negócio no mercado internacional. Tecnologias e processos também podem precisar de reformulação para atender a novas demandas.

    Nesse caso, se a empresa tiver mais coisas a aperfeiçoar do que pontos fortes, é um sinal de que ainda não está pronta para atuar no exterior. Mas um bom plano de negócios, fundamentado em dados concretos, pode resolver isso bem rápido.

    Expandir os negócios para o exterior deve gerar novas fontes de receitas, tornar os produtos e serviços conhecidos mundialmente e aumentar a força competitiva. Então, aproveite as nossas dicas e comece ainda hoje o trabalho de preparar a empresa para a internacionalização!

    E aí, o seu negócio já está pronto para operar no exterior?