<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=238571769679765&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Falar com um consultor

    Categorias

    Segundo especialistas, a expectativa de um projeto se transformar em nuvem privada é muito inferior ao esperado. Para você ter uma ideia, de cada 20 projetos iniciais, apenas um entra em produção. 

    Mas, por que os outros 19 caem? O que faz esses projetos serem ignorados pelos usuários? A causa para uma taxa tão baixa está atrelada a uma série de fatores.

    Primeiro, existe a indisciplina das aplicações que não foram construídas para funcionar em um servidor nuvem privado. Segundo, existe a má comunicação entre o departamento de TI e seus usuários e potenciais clientes. E terceiro, há uma dependência muito grande sobre os equipamentos e recursos alocados em data center.

    Nesse sentido, eis que muitos questionam: como evitar essas armadilhas e impedir que falhas na cloud computing privada prejudiquem a execução dos projetos?

    Veja a seguir algumas dicas que podem ajudar a sua empresa a quebrar essas barreiras e garantir o aumento da taxa de projetos que visam transformar as soluções em nuvem privada!

    1. Converse com todos os tomadores de decisão

    Manter a comunicação com todos os tomadores de decisão é uma das ações mais importantes para evitar falhas na nuvem privada. Isso porque o diálogo com os influenciadores ajuda esses profissionais a terem uma ideia mais clara sobre como o ambiente será usado pelos usuários e, principalmente, qual será o volume de testes aplicados neste ambiente.

    Problemas de comunicação resultam na falta de conhecimento sobre os usuários e projetos, e se a quantidade de testes realizados no ambiente cloud for muito superior ao esperado, é bem provável que a nuvem enfrente problemas e o sucesso do projeto seja comprometido.

    2. Defina quais são as expectativas do usuário

    Quando falamos em cloud computing, muitas pessoas conhecem a geração de economia que um servidor nuvem pode trazer. Se a cloud é privada, dispõe de uma infraestrutura IaaS, entrega alta performance e possui alta disponibilidade, os custos dela podem ser muito menores do que os de uma nuvem pública, por exemplo.

    Mas é preciso ser realista com os desenvolvedores e os usuários. Mesmo que a nuvem privada gere economia de custos, eles não podem esperar que a capacidade de executar tráfego seja sempre suficiente para carregar um projeto complexo em questão de segundos.

    A economia e o desempenho da nuvem privada vão variar muito de acordo com a carga e o tipo de trabalho executado pelos usuários. Se uma aplicação for muito robusta ou requerer mais memória de máquina, por exemplo, certamente será mais econômico para a empresa executar a aplicação em um ambiente privado de nuvem.

    3. Motive os usuários a aproveitar a nuvem privada

    Existe muito potencial na nuvem privada, mas nem sempre os usuários aproveitam o poder desse ambiente. 

    Soluções em nuvem privada melhoram o controle dos servidores por serem mantidas em uma rede exclusiva, dedicada unicamente à organização. No entanto, seu uso exige um nível maior de conhecimento técnico do que a nuvem pública, e isso pode se tornar uma barreira para muitos usuários.

    Nesse sentido, é aconselhável motivar cada vez mais os desenvolvedores e usuários a desbravarem este ambiente e descobrirem por eles mesmos todas as potencialidades da nuvem privada – mesmo que, no fim, o seu uso passe a ser obrigatório.

    4. Não fique preso a equipamentos antigos de data center

    O apego e a dependência sobre equipamentos alocados em data center podem se tornar um verdadeiro empecilho para os desenvolvedores. Para evitar falhas e melhorar a taxa de produção em nuvem privada, é preciso estar disposto a abrir mão de todas as engrenagens e peças que não contribuem para o projeto. 

    E será que todos os integrantes estão dispostos a fazer isso? Você, por exemplo, pode adorar a forma com que um determinado fornecedor lida com um recurso. Porém, se isso não contribui em nada e não for realmente necessário, você precisa desistir dele querendo ou não.

    5. Certifique-se de que as aplicações existentes sejam movidas para a nuvem privada

    Mesmo que exista cuidado por parte dos desenvolvedores, é fato que a infraestrutura de TI de uma empresa pode sofrer falhas a qualquer momento. Mas a existência desse risco não significa que a sua equipe não pode se proteger contra eles.

    Certificar-se de que todas as aplicações existentes foram movidas para a nuvem privada é uma das formas de impedir que falhas e erros de infraestrutura prejudiquem o trabalho dos desenvolvedores. Caso um problema ocorra com um computador, por exemplo, o usuário pode simplesmente trocar de máquina e continuar a realizar suas atividades.

    O número de projetos que deixam de ser produzidos ainda pode ser grande devido à falta de conhecimento sobre a aplicação na nuvem privada. Mas uma coisa é certa: as dicas acima podem ajudar os desenvolvedores a evitar problemas e assegurar uma taxa muito maior de produção desses projetos.

    Se você gostou desse conteúdo, continue lendo o nosso blog e fique por dentro de todas as novidades que cercam o universo da cloud computing!