<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=238571769679765&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Falar com um consultor

    Categorias

    Os dados estão em toda parte. Você pode encontrá-los em todos os setores e organizações, em todas as escalas. Já a quantidade de dados gerados pelas empresas é dificilmente concebível. E essa quantia só crescerá em proporções cada vez mais monumentais no futuro próximo.

    Até 2025, estaremos produzindo dados a uma taxa de 463 exabytes por dia. Para colocar isso em perspectiva: em 2009, toda a capacidade de armazenamento digital do mundo era de “apenas” 487 exabytes.

    Enquanto apenas 3 das 10 empresas mais valiosas estavam adotando ativamente uma abordagem baseada em dados em 2008, esse número aumentou para 7 em 10 hoje. Da Apple à Microsoft, do Facebook à Amazon, todos dependem de dados para conduzir seus principais processos de tomada de decisão.

    Hoje, qualquer empresa pode dar esse passo e usar os dados para gerar valor para seus clientes, colaboradores e o próprio negócio. Adotar uma abordagem baseada em dados permite a tomada de decisões com base em fatos, que tem o poder de ajudar qualquer departamento dentro de sua organização a obter melhores resultados de negócios.

    Neste post, explicaremos os benefícios de adotar dados para melhorar a cadeia de valor da sua empresa e traremos as tendências para 2025, segundo a consultoria McKinsey, para as empresas data driven.

    O que é uma empresa orientada a dados?

    Uma empresa orientada por dados ou data driven é uma organização que integra a análise de dados no núcleo dos seus processos de negócios, usando os insights derivados desses dados para transformar sua tomada de decisões.

    As principais características das empresas data driven incluem:

    • Foco na automação;
    • Melhoria e otimização contínuas;
    • Capacidade de antecipar mudanças internas e externas;
    • Mentalidade adaptativa;
    • Cultura que abraça totalmente os dados e seu potencial.

    Uma empresa orientada por dados é capaz de unificar os dados e gerar um modelo abrangente, que serve como base para análise e otimização. E, ao contrário do que muitos pensam, não é apenas uma questão de TI. 

    Como transformar dados em valor comercial

    Aproveitar os dados dentro de sua organização tem o potencial de agregar valor em muitas áreas. O uso dos dados ajuda a diminuir custos e aumentar os lucros da sua empresa, e ainda, reduzir os riscos das operações.

    Buscar novas formas de trabalhar os dados e explorá-los proporciona um retorno mais rápido do seu investimento em tecnologia, além de motivar a sua equipe a buscar evoluir ainda mais.

    Adotar uma abordagem baseada em dados permite que sua organização antecipe mudanças e desafios com mais eficiência e precisão. Os métodos de trabalho baseados em dados conseguem ser aplicados em qualquer nível dentro de sua empresa, o que contribui para melhores resultados para vários setores da empresa.

    “O uso de dados faz com que a sua empresa possa conhecer melhor os clientes e suas reais necessidades, permitindo oferecer produtos/serviços personalizados e muito mais adequados a eles. Com isso, as vendas aumentam e os clientes ficam mais satisfeitos. Todos ganham."

    Leandro França, especialista de dados da EVEO.

    Vantagens de ser data driven

    Os benefícios da empresa orientada por dados não se limitam apenas a um aspecto do seu negócio. As vantagens vão muito além e é possível citá-las:

    • Experiências personalizadas do cliente: a comunicação, produtos e serviços são adaptados especificamente para seus clientes com base em dados levando a uma maior satisfação;
    • Melhoria na tomada de decisão: os principais processos de tomada de decisão são otimizados, permitindo que você tome melhores decisões com mais rapidez, com dados à sua disposição para apoiar essas decisões;
    • Novos modelos de negócios: a combinação de insights dos seus dados permite desenvolver modelos de negócios inovadores;
    • Eficiência melhorada: os colaboradores poderão automatizar tarefas manuais demoradas, permitindo reduzir custos e, ao mesmo tempo, liberar tempo para outras atividades;
    • Cibersegurança mais forte: uso da IA ​​para reforçar a postura de segurança cibernética de sua organização, limitando o impacto de possíveis ataques e identificando vulnerabilidades antes que sejam acessadas;
    • Metas sociais ambiciosas: uma maior percepção dos dados de sua organização não apenas o beneficiará financeiramente, mas ajudará a identificar outras oportunidades.

    Como fazer a transição para ser uma empresa orientada a dados?

    analitcs

    Um dos passos mais importantes na transição para uma empresa data driven é

    educar os seus colaboradores, para que eles estejam comprometidos e confiem na utilização de dados. Outra etapa é fazer com que as lideranças se comprometam com uma abordagem baseada em dados.

    À primeira vista, esses compromissos podem parecer um desafio assustador, mas toda empresa tem potencial para implementar métodos de trabalho baseados em dados com sucesso. 

    O sucesso neste novo ambiente depende apenas de abordar as preocupações de seus funcionários com relação a suas habilidades.

    4 etapas para transformar sua organização em uma empresa data driven

    E quais as etapas para essa transformação?

    1. Analise sua organização para determinar quais áreas estão prontas para melhorias e quais dados você já tem à sua disposição;
    2. Apoie a transformação cultural com um programa de gestão de mudanças e forneça treinamento para ajudar seus funcionários a se adaptarem e adotarem a nova maneira de trabalhar;
    3. Sempre discuta os métodos de trabalho baseados em dados e quais as vantagens de utilizá-lo: alguns colaboradores terão receio ao usar dados. Demonstrar o lado positivo desta mudança irá demonstrar como a empresa tem uma excelente oportunidade de evoluir e prosperar com o uso de dados.
    4. Dê às suas equipes uma amostra do que o futuro orientado por dados trará. Mostre como dados tornarão suas vidas e rotina de trabalho melhores e desafie suas equipes a compartilhar seus sucessos. 

    Hoje e no futuro: conheça as 7 características definirão essa nova empresa data driven


    McKinsey

     

    Até o ano de 2025, segundo a consultoria McKinsey, os fluxos de trabalho inteligentes e interações perfeitas entre humanos e máquinas provavelmente serão tão padrão quanto o balanço corporativo. E a maioria dos colaboradores usará dados para otimizar quase todos os aspectos de seu trabalho.

    1 - Dados incorporados em cada decisão, interação e processo: atualmente as organizações geralmente aplicam abordagens orientadas por dados, sem abordar todos os enfoques necessários, criando ineficiências. Muitos problemas de negócios ainda são resolvidos por meio de abordagens tradicionais e levam meses ou anos para serem solucionados.

    Previsão para o ano de 2025: os funcionários aproveitarão os dados de forma natural e regular e os usarão como suporte ao seu trabalho. Em vez de resolver problemas por meios demorados e obsoletos, eles terão o poder de perguntar como técnicas de dados inovadoras podem resolver desafios em horas, dias ou semanas.

    2 - Dados processados ​​e entregues em tempo real:
    atualmente apenas uma parte dos dados dos dispositivos conectados é processada, consultada e analisada em tempo real devido aos limites das estruturas de tecnologia legadas.

    Previsão para o ano de 2025: redes de dispositivos conectados coletarão e transmitirão dados e percepções, muitas vezes em tempo real. A forma como os dados são gerados, processados, analisados ​​e visualizados será drasticamente transformada por tecnologias novas e mais onipresentes, como arquiteturas kappa ou lambda para análise em tempo real, levando a percepções mais rápidas e poderosas.

    3 - Os armazenamentos de dados, feito de forma organizada, permitem dados integrados e prontos para uso: embora a proliferação de dados seja impulsionada por dados não estruturados ou semiestruturados, a maioria dos dados utilizáveis ​​ainda é organizada de forma estruturada usando ferramentas de banco de dados relacionais.

    Previsão para o ano de 2025: os profissionais de dados aproveitarão cada vez mais uma variedade de tipos de banco de dados, incluindo bancos de dados de séries temporais, de gráficos ou NoSQL. Eles permitem formas mais flexíveis de organização de dados, acelerando o desenvolvimento de recursos inovadores orientados por IA e a descoberta de novos relacionamentos nos dados para impulsionar a inovação.

    4 - O modelo operacional trata os dados como um produto: a função de dados de uma organização, se existir uma fora da TI, gerencia os dados usando padrões, regras e controles de cima para baixo. Muitas vezes, os dados não têm um verdadeiro “dono”, garantindo que estejam atualizados e prontos para uso de várias maneiras.

    Previsão para o ano de 2025: os ativos de dados serão organizados e suportados como produtos, independentemente de serem usados ​​por equipes internas ou clientes externos. Os produtos de dados evoluirão continuamente de maneira ágil para atender às necessidades dos consumidores.

    5 - O papel do Chief Data Officer é ampliado para gerar valor: os diretores de dados (CDOs) e suas equipes funcionam como um centro de custos responsável por desenvolver e acompanhar a conformidade com políticas, padrões e procedimentos para gerenciar dados e garantir sua qualidade.

    Previsão para o ano de 2025: os CDOs e suas equipes funcionarão como uma unidade de negócios com responsabilidades sobre lucros e perdas. A unidade, em parceria com equipes de negócios, será responsável por conceber novas formas de usar dados.

    6 - As associações ao ecossistema de dados são a norma: os dados geralmente são isolados, mesmo dentro das organizações, e embora os acordos de compartilhamento com parceiros externos e concorrentes estejam aumentando, eles ainda são incomuns e muitas vezes limitados.

    Previsão para o ano de 2025: as grandes organizações usarão plataformas de compartilhamento de dados para facilitar a colaboração em projetos orientados a dados, dentro e com terceiros. Essas empresas gigantes participarão ativamente de uma economia de dados que facilitará o agrupamento de informações para criar insights mais valiosos para todos os membros.

    7 - O gerenciamento de dados é priorizado e automatizado para privacidade, segurança e resiliência: a segurança e a privacidade dos dados são frequentemente vistas como questões de conformidade. Essas questões são impulsionadas por mandatos regulatórios de proteção de dados, onde os consumidores começam a perceber o quanto de suas informações são coletadas e usadas.

    Previsão para o ano de 2025: as mentalidades das organizações mudarão para tratar a privacidade, a ética e a segurança dos dados como áreas de competência obrigatória. Essa transformação ocorre impulsionada pela evolução das expectativas regulatórias, aumentando  a conscientização do consumidor sobre seus direitos de dados com o aumento dos  riscos de incidentes de segurança.

    A cultura data driven na tomada de decisão será definitivamente incorporada aos processos das empresas, e a maioria dos funcionários usará dados para otimizar quase todos os aspectos de seu trabalho.

    As empresas data driven, segundo as tendências McKinsey terão grande evolução e crescimento nos próximos anos com os usos de dados e insights. Quer saber mais sobre esse assunto? Continue lendo o nosso blog.