Falar com um consultor

    Categorias

    Embora não seja uma nova tecnologia, o cloud computing continua impactando as empresas a cada ano. Novos recursos agregados permitem que essa ferramenta seja empregada de modo estratégico nas organizações, aprimorando os processos e elevando o seu potencial competitivo.

    Contudo, embora surjam novos serviços e funcionalidades em nuvem a cada ano, muitas organizações ainda insistem em manter aplicações e estruturas de TI internamente. O que traz alguns problemas relativos à estabilidade, disponibilidade e escalabilidade dos sistemas — sem falar nos altos custos que isso demanda.

    Pensando nisso, preparamos este post para provar a você, de uma vez por todas, quais são os benefícios que o cloud computing oferece a um negócio. Confira!

    O crescente uso das soluções de cloud computing

    Segundo estimativas do Gartner, o mercado mundial de serviços de nuvem pública teve um crescimento de 18% em 2017, chegando a US$ 246 bilhões — superando os US$ 209,2 bilhões registrados em 2016.

    Os grandes responsáveis por esse aumento são os serviços relacionados à infraestrutura de sistemas em cloud (Infraestrutura como Serviço, ou IaaS) e dos serviços de software em nuvem (Software como Serviço, ou SaaS). De fato, sua demanda não para de crescer, e um dos principais motivos é que essa tecnologia traz um custo-benefício muito interessante.

    As companhias observam um aumento cada vez maior da carga de trabalho e do uso de recursos computacionais, como Inteligência Artificial, Big Data Analytics e Internet das coisas. Todo esse crescimento leva as empresas a buscar uma estrutura de TI mais robusta e moderna, difícil de ser adquirida e mantida localmente.

    Apesar disso, muitas ainda possuem o data center em seu ambiente físico, pois têm receios em relação à segurança dos dados ou a problemas durante o processo de migração para a nuvem. Porém, a partir do momento em que esse pensamento mudar, a realocação dos serviços e dados para a nuvem acontece — e o crescimento do uso dessa tecnologia, também.

    Trata-se, portanto, de um mercado que ainda tem muito potencial e pode movimentar bilhões. Afinal, as ferramentas de cloud computing oferecem vantagens muito estratégicas, e as empresas não querem ficar de fora disso.

    O cloud computing como ferramenta de negócio

    Quando pensamos nos benefícios do cloud computing, o mais percebido costuma ser a redução de custos, mas essa é apenas uma centelha de tudo o que essa ferramenta tem a oferecer. Na verdade, é importante que as empresas observem mais de perto e enxerguem a nuvem de forma estratégica, como solução para o crescimento do negócio.

    As características on demand dos recursos fornecidos pela nuvem permitem aos empreendimentos otimizar suas operações, estruturas e processos de acordo com as demandas atuais, tornando seus investimentos mais previsíveis. Além disso, embora seja o uso mais popular e difundido, o cloud computing não se limita ao armazenamento de dados — trata-se de todo um sistema que pode ser agregado ao negócio.

    Adiante, vejamos três exemplos de áreas em que essa tecnologia pode ser usada como ferramenta estratégica:

    Finanças

    Em todas as etapas do controle de custos — desde o planejamento e a análise até o controle de pagamentos — a empresa consegue ganhos de otimização. Também há uma redução significativa de despesas relativas ao gerenciamento, à aquisição e à manutenção dos ativos de TI.

    Governança de TI e segurança de dados

    A nuvem permite às companhias aprimorar sua gestão estratégica. Isso porque fica mais fácil gerenciar as ações e os resultados do negócio por meio de indicadores mais exatos, dando base para decisões mais ágeis e eficazes.

    Quanto à segurança dos dados corporativos, que é uma grande preocupação dos empreendedores, o cloud computing facilita o seu controle e barateia os custos nessa área. Isso ocorre porque os esforços de investimento em monitoramento e ferramentas de proteção são feitos pela própria fornecedora dos serviços.

    Ações de marketing

    As empresas contam hoje com diversas ferramentas de gerenciamento e análise, como Business Intelligence, Analytics e CRM, que podem coletar e analisar informações de diferentes fontes para desenvolver estratégias que aprimorem o relacionamento com o público. Isso eleva (e muito) as oportunidades de venda.

    Os benefícios do cloud computing para as empresas

    Geralmente, quando se fala em cloud computing, lembra-se logo da equipe de TI. E, de fato, a ideia de trabalhar com a nuvem sempre começa na área desses profissionais, já que esse é um setor mais técnico dentro da empresa e diretamente afetado por tal tipo de mudança. Mas, como vimos, os seus benefícios se expandem também para outros setores da companhia.

    O RH, por exemplo, pode abandonar as planilhas e usar um software na nuvem para gerenciar os seus processos. Já a área de vendas pode adotar um CRM e outros sistemas para facilitar os estágios comerciais, enquanto a área de marketing é capaz de criar campanhas on-line mais complexas. E todos esses exemplos independem do tamanho e do tipo de negócio da empresa.

    As aplicações possíveis vão das mais simples — como apenas colocar um site no ar — até uma ação mais elaborada, como fazer uma interação complexa nas redes sociais. Tudo isso pode ser gerenciado pela nuvem, mesmo que a empresa deseje manter um servidor local para armazenar um banco de dados.

    Diante dessas implementações, vejamos a seguir os principais benefícios que a nuvem pode trazer à empresa.

    Banner E-book Data Center Virtual

    Alta disponibilidade

    Por meio do cloud computing, a empresa consegue garantir uma alta disponibilidade a todas as suas operações, graças à redundância de hardware comum nesse tipo de tecnologia. Redundância esta que é o meio mais simples de manter o funcionamento dos sistemas em casos de falhas.

    Em suma, em vez de contar com apenas um servidor ou CPU, por exemplo, a nuvem multiplica esses recursos a fim de que, caso um dos componentes paralise, o outro possa garantir a continuidade dos processos. Isso evita a perda de produtividade e atrasos na produção.

    Otimização da equipe de TI

    Com a aplicação do cloud computing no seu negócio, a equipe de TI não terá mais a responsabilidade de cuidar de grande parte da infraestrutura, aplicações e usuários desktop. O seu foco poderá ser direcionado para outras áreas, como soluções inovadoras para a empresa, estratégias de crescimento e novos negócios — em vez de os colaboradores ficarem criando atualizações para as aplicações.

    Sustentabilidade

    Sabemos que a sustentabilidade vem se tornando cada vez mais importante e valorizada pelos usuários mais críticos e a opinião pública, de modo geral. Pois aderir o cloud computing ao modelo da empresa também traz benefícios nesse sentido.

    Os serviços na nuvem economizam energia, espaço, refrigeração e dióxido de carbono, reduzindo drasticamente os impactos que o negócio causa no meio ambiente. Além disso, a praticidade no compartilhamento de documentos, por exemplo, reduz o custo e o desperdício de papel usado nas impressões, visto que muitos arquivos podem ser facilmente acessados virtualmente.

    Portabilidade

    Uma das maiores vantagens de optar pela computação em nuvem numa empresa é a capacidade de acessar todos os arquivos a partir de qualquer lugar e a qualquer momento. Afinal, como todos os arquivos estarão armazenados na nuvem, o poder de portabilidade da empresa é melhorado drasticamente.

    Em outras palavras, basta uma conexão à internet para fazer login e, pronto, você pode acessar qualquer um dos arquivos da empresa. Com isso, não é mais necessário o uso de equipamentos de armazenamento de dados físicos como HD externo, pendrives, servidores físicos e outros.

    Economia

    O cloud computing também gera resultados notáveis à economia da empresa que o adota. Isso porque, com ele, o negócio passa a reduzir os custos que seriam investidos em helpdesks e servidores — além de economizar o tempo que seria gasto para obter quaisquer informações, já que os dados podem ser acessados em qualquer lugar e a qualquer momento, como dissemos.

    Maior escalabilidade

    A nuvem proporciona maior facilidade para reduzir ou aumentar a estrutura da empresa, ou mesmo para realizar novas implementações, uma vez que os provedores do serviço já possuem capacity planning, prevendo a entrega rápida de recursos sem a necessidade de aguardar uma aquisição de hardware, por exemplo.

    Imagine uma companhia que faz uma promoção extremamente popular, vendo-se necessitada de aumentar a capacidade dos seus servidores de uma hora para outra para não perder vendas. Terminada a campanha, naturalmente, ela precisará diminuir essa estrutura para reduzir os custos. Na nuvem, isso pode ser feito fácil e rapidamente.

    Segurança de dados

    Como já comentamos, a segurança de dados é, sem dúvida, um dos pontos mais importantes e decisivos para a longevidade de um negócio. A vulnerabilidade a ataques e falhas no sistema deixa em risco todas as informações da empresa — além de gerar interrupções de produção que ocasionam em grandes prejuízos, sendo essa uma das maiores dores de cabeça que um gerente de TI pode ter.

    Esse ponto deve ser muito debatido no planejamento estratégico da empresa, não só para manter o sistema protegido, mas também para convencer os seus diretores a aprovar o plano de migração. Também vale ressaltar que bons fornecedores de computação na nuvem contam com times especialmente dedicados à segurança, dando ainda mais resultados nesse quesito.

    Em alguns casos, a terceirização da segurança pode até parecer algo contraditório, mas vale lembrar que deixar a parte da segurança nas mãos de quem trabalha exclusivamente com isso é muito mais coerente do que ser executado por uma equipe de TI que tem inúmeras tarefas com as quais deve lidar.

    Ainda, é bom ressaltar que nenhum sistema é imune a ataques ou falhas. O que realmente importa é contar com a melhor estrutura possível, para lidar com esses problemas sem despreparo.

    Redução no consumo de energia

    Não só o data center, mas toda infraestrutura necessária para o seu funcionamento — principalmente os sistemas de refrigeração — consomem muita energia, e isso é um grande peso para uma companhia que mantém esses equipamentos internamente. Por outro lado, ao migrar a sua infraestrutura de TI para a nuvem, a empresa reduz o consumo de energia e consegue focar no seu core business.

    Facilidade no licenciamento de produtos

    Muitas provedoras de serviços em nuvem apresentam baixos custos para a implantação de plataformas de software (SaaS) e hardware (IaaS), já que licenças em modelos de assinaturas têm se tornado cada vez mais comuns. Esse tipo de licenciamento traz grande economia na renovação de garantia e de suporte para os produtos, além de os custos se tornarem mais previsíveis e contínuos.

    Bom, como vimos até aqui, a nuvem possibilita a perfeita adequação do investimento realizado ao benefício consumido pelas operações corporativas. Justamente por isso, é um serviço que continua a crescer no mercado, ao ponto que as empresas precisam lançar mão desse recurso caso queiram se manter competitivas.

    Então, gostou do nosso post sobre os benefícios da adoção do cloud computing? Agora, aproveite para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos como este diretamente em seu e-mail!